NEWS

Post Top Ad

17 de março de 2022

Russos e ucranianos travam batalha pelo céu de Kiev; prédio residencial é atingido

 

O embaixador russo na ONU, Vasily Nebenzya, disse ao Conselho de Segurança que a Rússia negou os ataques a uma maternidade e a um teatro que atingiram civis na cidade de Mariupol.

Segundo o russo, as imagens dos ataques e das vítimas, divulgadas pela imprensa ocidental, seriam "propaganda". A maternidade, disse o embaixador, serviria como uma base militar.


Já o teatro, ele acusa sem apresentar provas as quais disse ter, teria sido atacado por forças ucranianas que teriam mantido mulheres e crianças reféns dentro do espaço.

Rússia não apresentará resolução para voto no Conselho de Segurança
A Rússia disse que não vai mais por para votação, nesta sexta-feira, um projeto de resolução do Conselho de Segurança pedindo acesso à ajuda e proteção civil na Ucrânia. Segundo eles há uma "pressão sem precedentes" para não apoiar a medida.


A Itália ofereceu ajuda para reconstruir o teatro bombardeado em Mariupol enquanto servia como abrigo para civis.

O gabinete de ministros aprovou a proposta do ministro da Cultura da Itália, Dario Franceschin para o restauro do prédio.


Mais cedo, o ex-governador de Donetsk, Sergiy Taruta, disse que ao menos 130 pessoas foram resgatadas dos escombros do teatro.

Ao menos 1 mil pessoas se escondiam lá, segundo autoridades ucranianas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad