NEWS

Post Top Ad



17 de fevereiro de 2024

SOBE PARA 23 NÚMERO DE MUNICÍPIOS BAIANOS EM EPIDEMIA DE DENGUE

 

O Governo do Estado divulgou, nesta sexta-feira (16), novo balanço sobre a infestação de dengue na Bahia. Agora, são 23 municípios em situação de epidemia, 10 a mais do que no início desta semana. A lista inclui Anagé, Belo Campo, Bonito, Botuporã, Brejões, Condeúba, Encruzilhada, Feira da Mata, Ibiassucê, Ibicoara e Ibitiara.

E, ainda, Igaporā, Ipiaú, Iramaia lrecê, Jacaraci, Matina, Morro do Chapéu, Mortugaba, Novo Horizonte, Pirips, Rodelas e Vitória da Conquista.

PLANO DE AÇÃO

O governador Jerônimo Rodrigues se reuniu, ontem (16), com a secretária da Saúde, Roberta Santana, gestores e corpo técnico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) e da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para discutir estratégias emergenciais no combate à dengue. O encontro na sede da Sesab teve como objetivo traçar plano de ação contra a proliferação da doença em diversas regiões baianas.

Hoje (17), a Sesab dará continuidade às estratégias de atuação no enfrentamento à dengue, reunindo os prefeitos de 39 municípios baianos que se encontram em situação de epidemia, risco e alerta. Com a agenda, órgãos governamentais e municipais alinharão esforços e fortalecerão a cooperação na luta contra a dengue, protegendo a saúde da população e contendo a propagação da doença, informa a Pasta.

De 31 de dezembro do ano passado até a última quarta-feira (14), a Sesab notificou 6.300 casos prováveis de dengue em todo o estado. “A gente já vem tratando desde o ano passado, quando começaram a surgir os primeiros indicadores de casos da dengue na Bahia. Até agora, tivemos duas mortes, o que nos preocupa, mas não vamos deixar criar alarme na comunidade baiana”, assegurou Jerônimo.

VISITAS TÉCNICAS

As equipes da Sesab irão fazer visitas regulares às equipes de vigilância em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Hospitais Públicos de Pequeno Porte (HPP), a fim de promover a capacitação das equipes estaduais e municipais por meio do programa Telessaúde. A programação visa aprimorar os protocolos de atendimento e monitoramento da dengue.

A secretária Roberta Santana explica o trabalho desenvolvido em parceria com as prefeituras para prevenção e cuidado dos casos de contágio da dengue. Os municípios com maior incidência da doença são Jacaraci e Piripá. “Em ambos, já estamos em ação efetiva, com visita da equipe da vigilância, orientação do manejo clínico do paciente, além de ações para combater os focos nas residências, com limpeza urbana e a aplicação do fumacê, que é a última estratégia, que, por ser um inseticida, tem impacto no meio ambiente, e temos que ter responsabilidade com isso”, observou.

SINTOMAS


A dengue faz parte de um grupo de doenças denominadas arboviroses, que se caracterizam por serem causadas por vírus transmitidos por vetores. Os principais sintomas são:

– Dor abdominal (dor na barriga) intensa e contínua;

– Vômitos persistentes;

– Acúmulo de líquidos em cavidades corporais (ascite, derrame pleural, derrame pericárdico);

– Hipotensão postural e/ou lipotímia;

– Letargia e/ou irritabilidade;

– Aumento do tamanho do fígado (hepatomegalia) > 2cm;

– Sangramento de mucosa;

– Aumento progressivo do hematócrito.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad