NEWS

Post Top Ad

6 de maio de 2022

Estação flagra mais de 300 meteoros no céu de Santa Catarina (VEJA VÍDEO)

 

Mais de 300 meteoros foram registrados entre a noite de quarta (4) e a madrugada de quinta-feira (5) na estação de monitoramento de Monte Castelo, no Norte catarinense (veja o vídeo acima). Segundo o astrônomo amador Jocimar Justino, pelo menos 120 deles eram detritos do cometa Halley e fazem parte da chuva ETA Aquáridas, considerada a primeira grande chuva de meteoros de 2022.


De acordo com Justino, que é membro da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon), os meteoros da ETA Aquáridas começaram a aparecer por volta das 3h de quinta.


De acordo com a Bramon, a atividade da Eta Aquáridas, começou em 21 de abril e vai até 12 de maio. O pico da chuva, no entanto, acontece entre as noites de 4 a 6 de maio. "Provavelmente, na próxima madrugada, o fenômeno vai se repetir com um grande número de meteoros", disse Justino.


Em Santa Catarina, de acordo com a Bramon, são esperados cerca de 35 meteoros por hora no pico da chuva, em condições ideais de observação, por conta da Eta Aquáridas.

O melhor horário para observar é a partir das 3h da manhã, olhando na direção leste. Os melhores locais para observar são aqueles escuros, longe dos grandes centros urbanos.


Segundo a Rede Brasileira de Observação de Meteoros, todos os meteoros de uma mesma chuva atingem a atmosfera paralelamente uns aos outros.

Para um observador na Terra, esses meteoros parecem se originar de um mesmo ponto no céu. No caso da Eta Aquáridas, esse ponto fica na Constelação de Aquários, próximo à estrela eta Aquarii. Por isso o nome desta chuva é Eta Aquáridas.

Essa não é a única duas chuvas anuais de meteoros associadas ao Cometa Halley, mas é considerada a mais intensa. Além dela, a Oriónidas, que acontece no mês de outubro, também é gerada pelos detritos do mesmo cometa.
VEJA VÍDEO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad