NEWS

Post Top Ad

Brasil - Delegado afastado da PF preso após furar blitz no DF disse que estava com pressa para levar remédio para o pai

O delegado afastado da Polícia Federal preso após fugir de blitz e se trancar em casa pagou fiança de R$ 2 mil reais e foi liberado. David Sérvulo Campos foi preso em Vicente Pires, nesta sexta-feira (29), após ser perseguido pela Polícia Militar do Distrito Federal e agentes do Departamento de Trânsito do DF (Detran).

Para o delegado da Polícia Civil Rafael Sampaio, David Sérvulo disse que não parou porque estava com o pai doente em casa e precisava dar uma medicação. Os policiais pegaram laudos na residência que comprovaram a doença do pai.

“Ele justificou o fato em razão do seu pai que sofre de problemas cardíacos, que estava com pressão alta e precisava tomar a medicação... que por isso ele não havia parado na blitz do Detran nem obedeceu a ordem de parada que se seguiu durante o trajeto até Vicente Pires”, explicou o delegado Rafael Sampaio.

“Foi um ato que gera até certo espanto para quem vê a imagem porque foi agressivo. Realmente a gente não sabe ao certo se esse desequilíbrio partiu dessa situação de saúde do pai”.

Perseguição
Às 11h desta sexta, agentes do Detran mandaram o delegado David Sérvulo para em uma fiscalização montada no estacionamento 6 do Parque da Cidade. O motorista não obedeceu, derrubou duas motos do Detran e bateu em outros carros estacionados.

“Um dos agentes do Detran teve que sair da moto para não ser atropelado”, disse o Major Cassaro, da Polícia Militar.

Ele fugiu pela EPTG até a rua 6 de Vicente Pires e se trancou em casa. A Polícia Militar foi chamada e montou uma operação para prender o delegado afastado. A entrada do condomínio foi fechada e o Bope cercou a casa e começou a negociação.

O delegado afastado se rendeu 2 horas depois e foi levado para a 38º Delegacia de Polícia Militar, em Vicente Pires. A caminhonete foi apreendida.

Ele foi autuado por dano ao patrimônio público e desobediência ao não cumprir ordem de parada em blitz.

Afastamento
Segundo o Ministério Público Federal, em 2014 e 2015, David Sérvulo Campos foi denunciado por cobrar propina para liberar registro de arma de fogo.

Em abril de 2015, a Justiça determinou o afastamento de David do cargo de delegado federal. Segundo o MP, David usava sua autoridade para ameaçar testemunhas e destruir provas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O site oficial de Buerarema - Bahia

O site oficial de Buerarema - Bahia

Post Top Ad