17 de outubro de 2018

Brasil – Cunha chora após ler carta de renúncia e se diz perseguido


Cunha cedeu à pressão e renunciou ao cargo de presidente da Câmara.  Aliados elogiaram a decisão, mas opositores viram no gesto uma estratégia para evitar a cassação. Com o mandato suspenso há 2 meses, o peemedebista disse que renuncia para acabar com a “instabilidade” que vive a Câmara com um presidente interino. Ele chorou ao falar da mulher e da filha isso quando o mesmo lia sua carta de renúncia.  Assim como ele, ambas são alvo da Lava Jato. “Usam minha família de forma cruel e desumana visando me atingir”  Relatou Eduardo Cunha.

Posts Relacionados

Imagem de Destaque do Post
Mundo – Michael é rebaixado para tempestade tropical depois de causar devastação e morte na Flórida

O Michael foi rebaixado para tempestade tropical na noite desta quarta-feira pelo horário local (1h desta quinta, pelo horário de Brasília), depois de matar uma pessoa e destruir casas na região noroeste do estado da Flórida, Estados Unidos. As autoridades afirmaram que esta foi a tempestade mais violenta a atingir o estado em muitos anos. […]