Brasil – Após senadoras da oposição ocupar mesa diretora, Eunício apaga as luzes e suspende a votação da reforma trabalhista

Iniciada às 11h, a sessão para votar a reforma trabalhista no Senado foi suspensa por determinação do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE). 
Ele permaneceu no plenário por cerca de meia hora, mas a cadeira da presidência estava ocupada pela oposição. Ficaram na mesa diretora Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Elas também se revezaram para discursar na tribuna, junto com outros senadores opositores à reforma trabalhista.
Entre as queixas da oposição está a proibição de que sindicalistas ocupem as galerias do plenário durante a votação. Após conversar com alguns senadores da oposição, Eunício Oliveira decidiu suspender a sessão. Ele mandou apagar as luzes e desligar os microfones. Mesmo assim, o grupo de senadoras permaneceu no local. 
“Eu vou assumir ou vou desligar o microfone. Está encerrada a sessão e não tem som enquanto eu não sentar na presidência da mesa”, disse o senador ao retirar o microfone da lapela de Fátima Bezerra.
Ainda não se sabe se a sessão será retomada à tarde.

Posts Relacionados