Itabuna - DEBATE NA CABRÁLIA É MARCADO POR PROVOCAÇÕES E POUCAS PROPOSTAS


O debate da TV Cabrália/Record varou a madrugada com os candidatos no ataque e pouca discussão de propostas para os próximos quatro anos. Mediado pelo jornalista Sylvestre Serrano, o confronto começou às 22h45min, com primeiro bloco de temas livres e perguntas de candidato para candidato. A temperatura ficou elevada quando Davidson Magalhães (PCdoB) escolheu o tema saúde para questionar Fernando Gomes (DEM). Davidson disse que Fernando divulgava suas realizações, mas esquecia o período 2005-2008, quando, reforçou, o Hospital de Base ficou conhecido como “Hospital da Morte”, com 92 óbitos por mês. “Foi um descalabro na saúde itabunense. Por isso que ele não se refere a esse período”, provocou. Fernando saiu pela tangente. “[Jaques] Wagner foi quem tirou a [Gestão] Plena de Itabuna”, esquivou-se. Na sequência do debate, Fernando optou por fazer pergunta a Geraldo Simões (PT), escolhendo como tema as obras do Centro de Convenções, paralisadas. “Precisa o senhor entender que a obra parou no Governo Paulo Souto”, disse Geraldo, acrescentando mais tarde que o candidato democrata disse, numa entrevista ao Diário Bahia, que este teria sido o motivo de rompimento político com Souto em 2010, quando optou apoiar Geddel Vieira Lima (PMDB) na disputa pelo Governo da Bahia. Para tentar desestabilizar Geraldo, Fernando se referia ao ex-prefeito como “nervoso” e “mentiroso”. (Pimenta)

0 comentários:

Postar um comentário

O site oficial de Buerarema - Bahia

O site oficial de Buerarema - Bahia